Arquivo do blog

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Cotidiano Face 34

Entendimentos


Hoje acordei leve, como se o entendimento dos fatos que me acometem fosse algo simples, sem grandes atribulações, e, assim, do nada, me questionei: ...qual a mudança, porque este sentimento de paz ?

Por momentos minha mente sintonizou apenas um vazio...

Então, inadvertidamente, como que sorri pra mim mesmo, de mim mesmo, e descortinei,
foi necessário chegar a esta minha idade sex, para me dar conta de que depende apenas de mim mesmo,
poder e querer ser feliz.

Conclusão tão simplória não é mesmo, é algo tão simples para uns,
mas, nós, todos nós, somos personalidades tão diversas, e quantas vezes dispersas,
por isso, me acalentou demais absorver esta premissa, posso, quero,
buscarei na simplicidade do meu jeito de ser manter abertos os caminhos de mim mesmo.

Que seja, corpo e alma, numa conquista de paz,
entremeando ir e vir nas minhas emoções,
possa eu alimentar o jorrar das minhas doações,
com  luz própria,
nas cativas convivências de todos nós, ao sabor amoroso daqueles que são felizes,
independente das condições, no aconchego dos nossos corações.

 

 

3 comentários:

Lena disse...

Cheguei!

Nossa, que lindo seu blog Borges, profundo...

Me identifiquei muito com ele...

Vou lendo devagar, pois esses seus escritos devem ser bem saboreados...

Energia sutil!
Verdades...
Paz!

Me senti bem em vir aqui...



Pra vc,

"Que eu perpetue a beleza e o brilho de ver, mesmo sabendo que as lágrimas também brotam dos meus olhos!"


Beijos, voltarei sempre!

Tiellet Borges, NN disse...

Ola Lena!
Bom ter tua presença por aqui, melhor ainda se conseguistes, como tu própria o dizes, colher uma única palavra por alimentar, refrescar, aliviar, postergar, as agruras cotidianas do nosso viver.
Seja bem vinda sempre. Se tiveres um tempo num dia destes faça-me uma gentileza, leia, comente, jogue pedras, num capítulo de livro que estou escrevendo e que postei aqui.
abs

Anônimo disse...

Achei lindo, e senti até inveja, pois a paz interior é uma coisa que não tem me acometido muito...problemas diários, coisas pequenas que vão se somando...mas minha hora há de chegar...espero!!!

Grande abraço meu amigo, e mais uma vez tu página está linda...é uma inspiração e um acalento! Obrigada por dividir!

Beijos Lucy

Quem sou eu

Minha foto
Sou Nedi Nelson, como profissional abraço a contabilidade e nesta me realiza a auditoria; como pessoa sempre sublimei ler e escrever, a poesia é lugar comum, hoje vivencio o romancear; como hobby e paixão descobri as orquídeas, o estudo, o cultivo e por fim o descortinar de suas florações..e eis que minha alma transcende o poetar. Viver o entreabrir de uma orquídia me é palco sensível para deixar fluir o poema. A idéia é criar três seções específicas, uma para partilhar a palavra escrita, seja por meio de poemas, contos ou romance, estejam publicados ou não, que venham a ser publicados ou não; outra para cultuar, via fotografias e textos, as minhas orquídeas; e outra para falar de minhas viagens, via fotografias e textos, seja quando a trabalho nos contextos da auditoria, em minhas folgas, seja especificamente a lazer .

Seguidores