Arquivo do blog

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

COTIDIANO FACE 38

     Para dar mais vida ao texto nada como uma bela orquídea, neste caso uma Stanhopea Oculata.


Existem tempos em que o ideal é metamorforsear-se,
se dar o direito de olhar a vida passar como se este tempo não lhe causasse perdas,
sequer extravios de horas...
Talvez, como se filme, numa tela em janela,
permanecemos acima das desventuras...meros observadores.

Ser perdulário com os dias que, se vividos,
só lhe trariam desassossegos...finitudes!

Penso...repenso,
e é como ajo...num pensamento quase trágico...viajo!

Quando percebemos na clareza exposta na retina de outros olhos
uma meia abstração...um jorrar de ganha tempo,
é preciso, sim, finalmente...partir!

Forrar uma estrada com o melhor do que já vivemos,
orquestrar nela os sons mais lindos que já nos emocionaram,
e coabitar um sonho que ainda persista, ainda que em brumas,
e se por a andar...

Este o retrato do dias que virão,
há uma ponderada busca me impondo o lugar exato,
em que haverei de me fazer destino.

Finalmente...

Há luz nesta concepção, um contexto apaziguador, como se estrela guia;
há paz neste reconhecimento,
por ser como sou...há alegria sem lamento,
tudo porque assumo minhas inquietações e as deixo escorrer por entre meus dedos,
para viver...viver na dimensão de projetar um novo amanhã.

Esgotou-se um tempo de espera...é tempo de renovação!


Videira/SC, 26/02/2015.










Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sou Nedi Nelson, como profissional abraço a contabilidade e nesta me realiza a auditoria; como pessoa sempre sublimei ler e escrever, a poesia é lugar comum, hoje vivencio o romancear; como hobby e paixão descobri as orquídeas, o estudo, o cultivo e por fim o descortinar de suas florações..e eis que minha alma transcende o poetar. Viver o entreabrir de uma orquídia me é palco sensível para deixar fluir o poema. A idéia é criar três seções específicas, uma para partilhar a palavra escrita, seja por meio de poemas, contos ou romance, estejam publicados ou não, que venham a ser publicados ou não; outra para cultuar, via fotografias e textos, as minhas orquídeas; e outra para falar de minhas viagens, via fotografias e textos, seja quando a trabalho nos contextos da auditoria, em minhas folgas, seja especificamente a lazer .

Seguidores